PRÓXIMOS ESPECTÁCULOS : Sandwich & Snack Show (13/03-14/03)Hostelco Barcelona (18/03 - 21/03)

Procurar
Procurar

Gyoza: descubra toda a história!

Gyoza bannière

Atualmente, o Gyoza tornou-se um prato internacionalmente famoso, cada vez mais popular entre os ocidentais. Mas de onde vem realmente o gyoza e qual é a sua história? Vamos descobrir juntos!

O nascimento do gyoza

Tudo começou nas cidades de Hamamatsu e Utsunomiya. A história conta que, após o fim da Segunda Guerra Mundial, os soldados japoneses que regressavam da China recriaram os raviolis que tanto tinham apreciado na China. Mas, logo após a guerra, houve uma enorme escassez de... panelas! Assim, em vez de cozinharem os raviolis numa panela com água a ferver, os soldados optaram por fritá-los numa chapa curva. Foi assim que os raviolis chineses se transformaram em gyozas japonesas. Como a maioria destes soldados pertencia aos regimentos de Utsunomiya e Hamamatsu, estas duas cidades tornaram-se naturalmente o berço da gyoza.

Uma paixão que não pára de crescer

Se é fã de gyozas, aqui estão dois nomes a recordar: Utsunomiya e Hamamatsu.

Todos os anos, competem para ver qual a cidade que come mais gyozas. Esta classificação é levada muito a sério pelas autoridades japonesas, que acreditam que o consumo de gyozas reflecte a saúde económica das famílias japonesas.

Entre 2018 e 2021, o gabinete de estatísticas japonês estabeleceu que a pequena cidade de Utsunomiya, a norte de Tóquio, era a principal cidade do país em termos de consumo de gyoza. Há quem diga que Utsunomiya tem mais de 200 restaurantes de gyoza para uma população de 516 000 habitantes!

Um prato barato e quotidiano

Embora muitas vezes considerado o melhor amigo do ramen, o gyoza é amplamente considerado como um prato único.

Restaurant Gyoza
Restaurante Gyoza em Hamamatsu

Pode ser comprado em todo o lado: para levar em restaurantes e vendedores ambulantes, pronto a comer nos supermercados, fresco nas charcutarias e... nas máquinas de venda automática!

As Gyozas são pratos populares a preços acessíveis. Em média, deve esperar pagar 3 euros por um prato de seis gyozas ou 10 euros por um prato de vinte. Popular entre crianças e adultos, é quase impossível resistir ao cheiro delicioso de uma gyoza grelhada.

O que contém um Gyoza?

A gyoza consiste principalmente em carne de porco picada e legumes, mas é claro que cada restaurante tenta desenvolver a sua própria receita para se diferenciar dos outros, pelo que existem centenas de gyozas diferentes.

Podemos identificar dois estilos de gyoza. O Utsunomiya é o mais comum. É confeccionado com produtos locais como o Hakusai (couve chinesa) e o Nira (folhas chinesas) e pode ser consumido individualmente.

O Hamamatsu é cozinhado de uma forma muito especial. O fundo de uma frigideira é coberto com gyozas bem apertadas, dispostas em círculo. O prato é então servido de cabeça para baixo, como uma tarte tatin. O lado estaladiço e grelhado da gyoza fica por cima.

O Hamamatsu é cozinhado de uma forma muito especial. O fundo de uma frigideira é coberto com gyozas bem apertadas, dispostas em círculo. O prato é então servido de cabeça para baixo, como uma tarte tatin. O lado estaladiço e grelhado da gyoza fica por cima.

Que molho servir com o gyoza?

Tradicionalmente, os restaurantes de gyoza servem óleo de malagueta (Ra-yu), vinagre e molho de soja. Dependendo do seu gosto, pode misturar estes três ingredientes para fazer o seu próprio molho.

No entanto, assim como as receitas de gyoza, os molhos mudaram e evoluíram ao longo do tempo. Os restaurantes criaram seus próprios molhos para acompanhar suas próprias receitas de gyoza.

Por isso, quando estiver no Japão, não se esqueça de parar em Hamamatsu ou Utsunomiya para provar o maior número possível de gyozas.

Para mais informações, toda a equipa da Sushi Robots está à sua disposição. Não hesite em contactar a nossa equipa comercial.

E não hesite em seguir as nossas aventuras nas nossas redes sociais:

Subscrever a nossa newsletter